Skip to content

8 Comments

Mahn

01.12.2019 at 10:12 pm
Reply
1º Ato: Na onda grande que vem do mar, Balançando calma até chegar, Na areia fina a se deitar, Embala a chama a nos clamar. Suaves sopros que vem por ares, Melodias doces, embriagantes, Trazem pros braços destes errantes, Ilusões tamanhas, surpreendentes. Triste sereia que vem dos mares, Procura alguém para encantares? Respondo, sim. Este é meu feito, Matar de sede, o teu desejo.

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *